Anuncie

Anuncie

Em meio a trapalhadas, STJ libera resultados do Sisu


Após derrotas em duas instâncias, o governo conseguiu no Superior Tribunal de Justiça permissão para divulgar os resultados do Sisu, o Sistema de Seleção Unificada que distribui vagas nas universidades públicas. Nesta edição, estavam em disputa 237 mil vagas em 128 instituições distintas. A Justiça Federal havia pedido comprovação, por parte do Ministério da Educação, de que as falhas na correção do Enem haviam sido resolvidas. A partir da liberação, o MEC divulgou o novo cronograma para o Prouni, que distribui bolsas integrais e parciais nas universidades privadas. As inscrições, que estavam suspensas, foram abertas. (G1)

Acesse o Sisu ou o Prouni.

Aliás... por alguns minutos, os resultados do Sisu foram disponibilizados antes da liberação. Mesmo sob suspensão, alguns candidatos relataram ter conseguido acessar as listas de convocados. Sem dizer se foi mais um erro no sistema, o MEC negou que os resultados fossem oficiais. Eram. (UOL)

Pois é... A principal suspeita do presidente Jair Bolsonaro é de que houve sabotagem e, por isso, o ministério trocou os gabaritos levando à correção errada das provas do Enem. O presidente afirmou que investigará para saber de quem foi a culpa. Ele não tem planos de substituir o ministro da Educação, Abraham Weintraub. (Estadão)

E por falar... Weintraub foi advertido por quebra de decoro pela Comissão de Ética. O motivo foi uma publicação feita em seu Twitter, na qual associou os ex-presidentes Lula e Dilma à apreensão de 39 kg de cocaína em uma aeronave da comitiva de Bolsonaro. A comissão considerou, por unanimidade, que há um comportamento padrão para autoridades que o ministro não seguiu. (Folha)

Fonte: Meio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.