Anuncie

Anuncie

História, turismo e localização: Conheça São Desidério, cidade baiana que tem o maior valor de produção agrícola do país

Localizado no oeste da Bahia, município, que tem pouco mais de 33 mil habitantes, tem PIB agrícola de R$ 3,63 bilhões. Principal cultura da cidade é a soja.

Ponto de São Desidério, na Bahia, visto de cima — Foto: Divulgação/Prefeitura

Localizado na região oeste da Bahia, São Desidério é o segundo maior município em extensão territorial do estado, com pouco mais de 15 mil km². Porém, são as belezas naturais e o grande potencial na agricultura e turismo que chamam atenção para a cidade.

Com um Produto Interno Bruto (PIB) agrícola de R$ 3,63 bilhões, o município é o maior produtor de grãos do país, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) neste ano. No ranking das 10 cidades com maior valor de produção agrícola, ela e Formosa do Rio Preto, que também fica no oeste do estado e ocupou a 5ª posição, são as únicas representantes estaduais no ranking.

Segundo o IBGE, a população atual estimada da cidade é de 33.742 mil habitantes, que vivem, principalmente, da agricultura. A principal cultura do município é a soja, produzida na zona rural.

Do alto o monumento do Cristo Redentor, no centro do município, é possível ter uma visão estratégica e privilegiada. Na orla da barragem, está o ponto de encontro mais atraente e charmoso da cidade, além de ser um espaço ideal para prática de exercícios.

Mas a história também tem muito o que dizer. A descoberta de sítios arqueológicos, urnas funerárias e pinturas rupestres – que ainda hoje podem ser encontradas em grutas de São Desidério – atesta indícios de vida humana na época das cavernas, mas estudos também revelam que a região oeste na pré-história era habitada por tribos indígenas.

São Desidério, na Bahia, no século 20 — Foto: Reprodução/IBGE

Antes de pertencer à Bahia, com a divisão do Brasil em Capitanias Hereditárias, o oeste do estado foi inserido, por determinação do Rei de Portugal D. João III, no território de Pernambuco, decisão confirmada em 10 de março de 1534, sob a responsabilidade do donatário Duarte Coelho.

D. Pedro I, em 15 de outubro de 1827, assinou o decreto que transformou a região correspondente à Bahia em Campo Largo. No final do século XIX Campo Largo foi desmembrado com a criação de Angical em 1890, e Barreiras em 1891. Devido à localização, São Desidério pertenceu a Barreiras até 1962, quando recebeu emancipação.

No dia 22 de fevereiro de 2020, a cidade completará 58 anos de fundação, no caminho do desenvolvimento e da cidadania com um potencial turístico para ser elevado à sede de um dos mais belos refúgios ecológicos do Brasil.

Segundo a Prefeitura, o município detém 146 grutas catalogadas, entre elas, o Buraco do Inferno, que tem 4 km de extensão e uma depressão de cerca de 60 metros e 300 de diâmetro, nove sítios arqueológicos, cavernas com inscrições e pinturas rupestres.

O maior lago subterrâneo do Brasil, que de acordo com a Prefeitura é denominado Lago do Cruzeiro, encontra-se em São Desidério.

São Desidério, na Bahia, no século 20 — Foto: Reprodução/IBGE

A cidade possui uma das maiores bacias hidrográficas do nordeste rica em biodiversidade, com 24 rios perenes, entre estes, a nascente do Rio Grande, o principal afluente da margem esquerda do rio São Francisco.

Há também cachoeiras e lagos, paredões rochosos com até 40 metros de altura favoráveis a prática de rapel e tirolesa, trilhas ecológicas e fenômenos naturais, como o do Sumidouro, onde se forma uma espécie de piscina natural na qual a água sobe e desce num ritmo marcado pela própria natureza, denominado sifão.

Turismo

Ao chegar a São Desidério, o visitante encontra o Centro de Informações Turísticas, localizado na Praça Abelardo Alencar - um ponto de apoio para os visitantes que desejam conhecer os atrativos turísticos do município.

O Centro oferece agências de turismo, condutores para passeios, lanchonetes e restaurantes, além de um espaço reservado para apresentar e comercializar o artesanato do capim dourado e da palha do buriti, produzidos por moradores das comunidades de Ponte de Mateus e Ilha do Vitor.

Receptivo M. do Parque Municipal da Lagoa Azul

Receptivo M. do Parque Municipal da Lagoa Azul, em São Desidério — Foto: Divulgação/Prefeitura

O primeiro receptivo de turismo ecológico do oeste baiano fica em São Desidério, conforme a Prefeitura. Localizado a 17 km da sede, o espaço tem estrutura moderna, característica da paisagem local.

O Parque é uma unidade de conservação de proteção integral que, além da preservação dos ecossistemas, oferece 16 hectares e trilhas que levam a uma visita completa ao complexo formado pela Lagoa Azul, o Aquário Natural, o Portal de Entrada da gruta e a Gruta do Catão.

Três novas trilhas implementam o passeio e possibilitam ao visitante uma vista privilegiada da lagoa e do cânion da gruta. Recentemente, o local, que já foi visitado por mais de 8 mil pessoas, já recebeu placas de sinalização que orientam e informam sobre as espécies nativas.

Lagoa Azul

Formada por um rio subterrâneo, a Lagoa Azul fica em uma área de proteção ambiental do Parque Municipal da Lagoa Azul. É um dos mais belos pontos turísticos de São Desidério. Cercada por paredões rochosos, a água majestosamente calma pode chegar a cerca de 40 metros de profundidade. O silêncio e a natureza intocada tornam o cenário único, de beleza indescritível e um convite à contemplação. O acesso ao local exige acompanhamento de guia turístico.

Gruta do Catão

Gruta do Catão, em São Desidério, no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Prefeitura

De acordo com o livro “São Desidério de A a Z, sua história, minhas lembranças”, do autor Florentino Augusto de Souza Filho, um senhor chamado de Agostinho José de Lima Filho, conhecido como Catão, realizava passeio em um lugar denominado de "gruta das casinhas", com familiares e amigos sempre no dia 13 de julho, até 1956. No ano seguinte o passeio foi marcado por uma tragédia, quando Catão passou mal e faleceu. Como homenagem, no local, que recebeu a denominação de Gruta do Catão encontra-se uma cruz com a data de seu nascimento (19/12/19) e do falecimento (17/07/57).

A Gruta do Catão compreende uma trilha de aproximadamente 3 km dentro do Parque Municipal da Lagoa Azul, chegando a duas colunas rochosas com mais de 10 metros de altura que formam o Portal da Gruta do Catão.

Constituídas por rochas calcárias, as estalactites escamosas formam um cenário totalmente diferente do que normalmente se vê em outras grutas. Um espetáculo a parte é a ressurgência de um rio subterrâneo no interior da caverna. O acesso ao local exige acompanhamento de guia turístico.

Sumidouro

Fenômeno misterioso que desafia os mais tenazes estudiosos e observadores, o rio surge em uma fenda, formando um poço e, logo adiante, uma corredeira que termina em um lago esverdeado. Em intervalos de cinco minutos, as águas sobem e descem em grande velocidade, fazendo um desnível de 50 centímetros.

A explicação para este fenômeno, raro e único no Brasil, é um sifão natural existente por dentro da rocha. O som da água na corredeira aumenta e diminui, parecendo uma verdadeira sinfonia das águas. Situado na BR-135, na Fazenda João do Baio, o acesso ao local exige acompanhamento de guia turístico.

Grutas das Pedras Brilhantes

Grutas das Pedras Brilhantes, em São Desidério — Foto: Divulgação/Prefeitura

Habitat preservado ao longo do tempo, a Gruta das Pedras Brilhantes, localizada no Sítio do Rio Grande, registra em seu interior incisões rupestres gravadas em várias pedras que confirmam indícios da passagem de povos ancestrais em São Desidério.

A cultura indígena está impregnada por toda a extensão desse imenso livro aberto, saciando a vontade daqueles que procuram obter conhecimento a respeito da história do nosso povo. O acesso ao local exige acompanhamento de guia turístico.

Paredão do Deus Me Livre

O Paredão do Deus Me Livre está situado no distrito de Sitio do Rio Grande, a 15 km do centro município. Com altura superior a 40 metros e com um rio de águas doces e refrescantes logo abaixo, é um convite para a prática de esportes radicais como rapel e tirolesa, comuns principalmente no período de uma das maiores festas juninas da região oeste, o São do Sítio Grande, no qual é realizado o casamento radical.

Sítio Grande

Um dos pontos turísticos mais visitados em São Desidério é o Sítio Grande, distrito localizado a 15 km da sede. O Rio Grande dá nome ao lugar que recebe turistas da região e de outros estados, principalmente em época de São João. As águas do rio, aliadas aos paredões rochosos que emolduram o lugar são um convite a banhos revigorantes e prática de esportes de aventura.

Morrão

Morrão, em São Desidério, na Bahia — Foto: Divulgação/Facebook

Outro local visitado do município é o povoado de Morrão, a 13 km da sede do município. O visitante pode contar com um banho nas águas do Rio Grande e ainda degustar um saboroso pirão de galinha enquanto contempla a paisagem.

  • 146 grutas catalogadas entre elas o Buraco do Inferno com 4 km de extensão e uma depressão de aproximadamente 60 metros e 300 de diâmetro,
  • Nove sítios arqueológicos;
  • Centenas de inscrições e pinturas rupestres;
  • Maior lago subterrâneo do Brasil, Lago do Cruzeiro
  • Uma das maiores bacias hidrográficas do nordeste rica em biodiversidade;
  • 24 rios perenes entre eles o Rio das Fêmeas
  • Paredões rochosos de até 40 metros de altura favoráveis a prática de rapel e tirolesa
  • Trilhas ecológicas;
  • Cachoeiras e lagos;
  • Nascente do Rio Grande um dos principais afluentes do São Francisco em sua margem esquerda;
  • Parque Municipal da Lagoa Azul com vários atrativos naturais
  • Fenômenos naturais, a exemplo do que pode ser observado no sumidouro, onde se forma uma espécie de piscina natural na qual a água sobe e desce num ritmo marcado pela própria natureza, denominado sifão.

Sítios arqueológicos

Dos sítios arqueológicos descobertos no município, três foram nomeados e os outros são identificados por pontos de GPS. Nesses locais, foram encontrados artefatos como peças de cerâmica, instrumentos de caça, urnas funerárias, ossadas e pinturas rupestres. Esses materiais são datados de dois mil anos.

Os sítios mais conhecidos são: Lapa dos Tapuias no distrito de Sítio do Rio Grande; Morro dos Tapuias situado na Fazenda João do Dazinho; e Morro do Sol na Fazenda Beleza.

Rios

Rio em São Desidério, no oeste da Bahia — Foto: Divulgação/Prefeitura

O município é banhado por 24 rios, que, de acordo com estudos realizados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, possuem água durante todo o ano, o que os caracteriza como rios perenes.

  • Rio São Desidério
  • Rio Grande
  • Rio das Fêmeas
  • Rio Roda Velha
  • Rio Galheirão
  • Rio Pratinha
  • Rio Pau do Óleo
  • Rio Veredinha
  • Rio Veredão
  • Rio Ribeirão dos Bois
  • Rio Cacheado
  • Rio Guará
  • Rio dos Porcos
  • Rio Gado Bravo
  • Rio Riacho do Mato
  • Rio Estiva
  • Rio João Rodrigues
  • Rio Triste e Feio
  • Rio Mosquito
  • Rio Fervedouro
  • Rio Riacho Galho Grande
  • Rio Porto Alegre
  • Rio Ribeirão Pindaíba
  • Rio Cabeceira Grande

Como chegar

Distante 869 km de Salvador e 580 km de Brasília, os principais acessos rodoviários à São Desidério são pela BR-242 (São Desidério / Salvador), BR-020 (São Desidério / Brasília) e BR-135 (São Desidério / Piauí). Linhas de ônibus diárias interligam a cidade aos diversos pontos do país.

O acesso aéreo se dá por meio do aeroporto de Barreiras (27 km de São Desidério), com pista para aeronaves de até médio porte. A empresa Passaredo oferece voos diários seguindo a rota: Ribeirão Preto (SP) / Brasília (DF) / Barreiras (BA) / Salvador (BA) e Vitória da Conquista (BA).

Fonte: G1 BA

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.