Anuncie

Anuncie

Deputados querem volta do foro privilegiado


Um grupo de deputados começa a articular o retorno do foro privilegiado para políticos. Aprovada no Senado durante o governo Temer, a Proposta de Emenda à Constituição dava direito a foro apenas os presidentes da República, da Câmara, do Senado, do STF e o vice-presidente. É esta PEC que os deputados querem emendar. Hoje, parlamentares tem direito a foro especial para os casos de crimes cometidos durante o mandato e relacionados a ele. A alteração da PEC, se aprovada, retorna a como era, ampliando as proteções. Eles explicam que é para evitar que juízes de primeira instância, como os da Lava Jato, possam determinar a prisão de deputados e senadores. (Estadão)

Enquanto isso, é o próprio Flávio Bolsonaro que está circulando pelo Senado pedindo a seus pares que retirem a assinatura do pedido de CPI da Lava Toga. Enquanto militantes bolsonaristas, nas redes sociais, divulgam a hashtag #AssinaFlavioBolsonaro, seu esforço e o do comando do partido vai no sentido contrário. Para que uma CPI que investigue o Judiciário seja protocolada, é preciso um mínimo de 27 assinaturas. Havia 28. O esforço do comando do PSL já tirou duas. (Estadão)

Pois é... Segundo o Datafolha, são os apoiadores do governo Bolsonaro que mais aprovam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O deputado é avaliado como ótimo ou bom por 25% dos que dizem conhecê-lo. O índice vai a 35% entre aqueles que avaliam da mesma forma o governo. (Folha)

Fonte: Meio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.