Anuncie

Anuncie

Prisão de assessores pode derrubar ministro do Turismo


Foram presos, ontem pela manhã, Mateus Von Rondon, Robertinho Soares e Haissander de Paula. Rondon era assessor especial do ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio e, os outros dois, além de ex-assessores de seu gabinete, coordenaram campanhas para o Congresso, em Minas Gerais, apontadas como laranjas durante as eleições de 2018 pela Polícia Federal. O ministro patrocinou, em Minas Gerais, um esquema no qual mulheres se candidatavam para preencher a cota feminina do PSL mas desviavam para ele, que presidia o partido no estado, o dinheiro vindo do fundo partidário. A Folha denunciou o esquema em fevereiro, mas o Planalto jamais fez movimento de afastá-lo. De acordo com o Painel, a demissão do ministro agora é dada como certa. Em sua tradicional live de quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro sequer mencionou as prisões. (Folha)

Por: Meio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.