Anuncie

Anuncie

Bolsonaro chega para reunião do G-20 sob pressão ambiental


Jair Bolsonaro chega hoje ao Japão, para sua primeira reunião do G-20, sob críticas. Philip Alston, o relator especial da ONU para pobreza extrema e direitos humanos criticou, em relatório, a política ambiental do novo governo brasileiro. “Muitos países estão dando passos de pouca visão na direção errada”, pôs no texto. “No Brasil, o presidente Bolsonaro prometeu abrir a Floresta Amazônica para a mineração, acabar com a demarcação de terras indígenas e enfraquecer as agências e proteções ambientais.” Em Amsterdã, para aumentar a visibilidade da questão, o grande painel que formava o slogan ‘Iamsterdam’ foi substituído por outro — ‘Iamazonia’. Não é só no entorno que a questão ambiental ganha peso no Brasil. A premiê alemã, Angela Merkel, afirmou que pretende ter uma conversa com Bolsonaro a respeito do desmatamento brasileiro. “Assim como vocês, vejo com grande preocupação as ações do presidente brasileiro.” (G1)

Pois é... Bolsonaro respondeu quando desembarcava em Osaka. “O presidente do Brasil que está aqui não é como alguns anteriores”, disse a repórteres, “que vieram para ser advertidos por outros países. A situação aqui é de respeito com o Brasil. Não aceitaremos tratamento no passado como alguns chefes de Estado tiveram aqui.” (Estadão)

Por: Meio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.