Anuncie

Anuncie

Bolsonaro se encontra com líderes da velha política


O presidente Jair Bolsonaro abriu a sala para receber líderes dos principais partidos representados no Congresso. A Gilberto Kassab, do PSD, pediu desculpas por declarações do passado. “Ele pediu apoio”, explicou o ex-ministro, “e nós sabemos que as reformas são importantes para o país.” O tucano Geraldo Alckmin foi outro a conversar. “A reforma da Previdência precisa ser centrada em dois objetivos”, explicou o ex-governador. “Justiça social, não é possível permitir privilégio e é preciso proteger aqueles que precisam, e de outro lado, fiscal.” O prefeito soteropolitano ACM Neto foi um dos que representaram o DEM. “Se o texto tiver apoiamento majoritário do partido”, sugeriu, “podemos propor o fechamento da questão em torno da reforma.” Caminhar para que as bancadas fechem questão e garantam a totalidade dos votos era justamente um dos objetivos do presidente. O emedebista Romero Jucá também trocou cortesias. “É um tema extremamente relevante e nós somos favoráveis a uma reforma.” O presidente do Progressistas, Ciro Nogueira, foi o único que saiu sem falar. Juntos, os seis presidentes de partido representam 196 deputados. Numa live ontem à noite, Bolsonaro de presto se explicou com seus seguidores pelos encontros. “Nada foi tratado sobre cargos”, afirmou, “quem disse que haveria questões envolvendo cargos caiu do cavalo.”

As conversas serviram para lavar a roupa suja, mas delas não saiu qualquer compromisso completo. Segundo o Painel, os dirigentes afirmaram que pacto de coalizão governista apenas com um acordo claro. Eles não ouviram qualquer oferta. (Folha)

Enquanto o pai Jair se desculpava pelo passado, o filho Carlos foi ao Twitter. “Se o presidente não tivesse a população a seu lado”, escreveu, “esse assunto jamais seria tratado como está sendo. A pressão popular faz a ‘situação’ agir assim”, seguiu, referindo-se aos partidos que não fazem parte da base como situação. “Por isso o sistema corrupto insiste tanto em desgasta-lo”, concluiu. Mais de um percebeu o jogo duplo da família presidencial.

Por: Meio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.