Anuncie

Anuncie

Aulas da rede municipal de Angical, no oeste da Bahia, são suspensas por conta da chuva

Segundo a Secretaria Municipal de Educação do município, previsão é que aulas voltem no dia 5 de abril. Medida atinge cerca de 2.800 alunos.

Más condições de estrada deixam crianças e adolescente sem aulas em Angical e Mata da Cachoeira

As aulas da rede municipal de ensino da cidade de Angical, na região oeste da Bahia, foram suspensas até 5 de abril, por conta das fortes chuvas que caem na região. Segundo a Secretaria Municipal de Educação da cidade, a medida afeta 2.800 alunos.

Segundo a prefeitura de Angical, as estradas que levam às escolas foram extremamente afetadas pelas chuvas, impossibilitando o acesso de alunos e professores. Ainda segundo a prefeitura, o tempo prolongado sem aulas é necessário para que sejam feitas as intervenções nas estradas.

A Secretaria de Educação informou que, na cidade, funcionam 28 escolas municipais. Desse total, 20 unidades ficam na zona rural da cidade, onde os veículos do transporte, além dos próprios moradores, não conseguem transitar por conta dos buracos e lamas nas estradas vicinais.

Em nota, a Secretaria de Educação informa ainda que a prefeitura trabalha para amenizar os transtornos causados pelo mau tempo.

Mata da Cachoeira

Estradas vicinais estão alagadas, com muitos buracos, o que impede que os ônibus do transporte escolar levem os alunos para os colégios. — Foto: Reprodução / TV Oeste

O povoado de Mata da Cachoeira, em Barreiras, na mesma região que Angical, também suspendeu as aulas. Por lá, as estradas vicinais estão alagadas, com muitos buracos, o que impede que os ônibus do transporte escolar levem os alunos para os colégios.

Edenildo Nascimento, aluno do ensino médio, diz que a situação é ruim para estudantes.

“Prejudica todos nós aqui. Eu tenho sonho de fazer faculdade, de ser engenheiro. Mas precisa estudar. Mas sem aula, fica ruim”, afirmou o estudante.

Para o Secretário de Infraestrutura de Barreiras, João Sá Teles, a previsão é que a situação seja resolvida em até 15 dias.

“As estradas vicinais de terra não suportam essa quantidade de chuva. Para Mata da Cachoeira, nós estamos prevendo que, a partir da próxima semana, será possível. Nós estamos atendendo as localidades de Vereda das Lages. Após ela, iremos melhorar as ruas do Conjunto Habitacional 32. E a partir daí, iremos para Mata da Cachoeira. Acredito que em até 15 dias”, afirmou.

Fonte: TV Oeste, G1 BA

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.