01 fevereiro 2019

Saúde Mental e Qualidade de Vida é tema de Palestra no CRAS de São Desidério



A Secretaria de Assistência Social de São Desidério (SAS) realizou na manhã de ontem, 31, uma programação de palestras no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), anexo do Bairro Alto do Cristo, para orientar sobre o tema Saúde Mental e Qualidade de Vida. O evento lembra a Campanha Janeiro Branco que objetiva mobilizar a sociedade sobre o assunto.

“A saúde mental é um tema ainda pouco discutido pela sociedade, existem muitos tabus e preconceitos que precisam ser compreendidos e desmistificados, por isso levar informação é a melhor forma de entender o conceito de saúde mental”, explica a psicóloga da SAS, Fredinara Leal Corado.


Colocar o tema da saúde mental ao máximo em evidência fazendo com que as pessoas reflitam, discutam e atualizem suas ideias sobre o que é a saúde mental é um dos pontos destacados pelo Psiquiatra Enock Luz que ministrou a palestra. “Costumamos cuidar rapidamente da saúde do corpo quando surge um problema, mas é preciso cuidar também da saúde mental e não deixar para depois como costumamos fazer”, alerta Enock. Ele explica que a saúde mental pode ser abalada por vários fatores como a perda de um ente querido, doenças biológicas, mas também por problemas, sofrimentos e dificuldades da vida cotidiana que são acumulados ao longo do tempo. “Não tenha medo, todos têm problemas e dificuldades, não devemos acumular os sofrimentos, precisamos aprender a dialogar com as pessoas certas, buscar informação e ajuda profissional”, explica o psiquiatra.


É recorrente o crescimento de casos de depressão, ansiedade, fobias, pânico, agressividade e outros sintomas. Isso mostra que as pessoas precisam começar a cuidar melhor de aspectos mentais e emocionais. “Com todas as orientações que recebemos fica mais fácil de identificar os sinais e fazer uma autoanálise como foi dito”, comenta Vilma Silva de 37 anos que sempre participa dos trabalhos do CRAS.

Texto e fotos: Jackeline Bispo