09 novembro 2018

Lava Jato volta a pleno vapor



A Lava Jato voltou hoje às ruas do país e foram presos o vice-governador mineiro, Antonio Andrade do MDB, e os executivos da JBS Joesley Batista e Ricardo Saud. São acusados de participar dum esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o governo Dilma. Há, no total, 62 mandados de busca e apreensão em Minas, São Paulo, Rio, Paraíba e Mato Grosso do Sul. A operação se baseia na delação do doleiro Lúcio Funaro.

Já ontem... Os parlamentares do Rio presos ontem pela Polícia Federal recebiam entre R$ 20 e R$ 100 mil mensais em propina para que votassem junto com o governo. O líder do governo na Assembleia, deputado André Corrêa, era quem recebia o maior valor. Estão na lista de presos novos, também, os deputados estaduais Marcos Abrahão e Luiz Martins, que recebiam R$ 80 mil, o Coronel Jairo (R$ 50 mil) e Marcelo Simão (R$ 20 mil). Foram presos ainda, acusados de receber dinheiro ilegal, Chiquinho da Mangueira e Marcus Vinícius. Também no esquema, mas já na cadeia, estavam Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. (Globo)

Ainda... Estão sendo investigados pela PF os senadores Renan Calheiros, Romero Jucá e o ex-senador Gim Argello. São acusados de receber propina para aprovar uma resolução que beneficiava a Odebrecht.

Por: Meio