30 outubro 2018

Bolsonaro quer reforma da previdência este ano



Numa entrevista concedida ao vivo à TV Record, o presidente eleito Jair Bolsonaro informou que pretende se encontrar com Michel Temer na semana que vem. Pedirá que ele se empenhe pela aprovação da Reforma da Previdência ainda neste mandato. “Aprovar senão como um todo, parte do que está sendo proposto”, disse. Aproveitou o espaço, também, para bater nas estatais. “Não vamos fazer nenhuma maldade com servidor público nem vamos simplesmente desfazer desse nosso capital sem muita responsabilidade”, afirmou. “Mas parte das estatais servem apenas como cabide de emprego”

Eleito com uma plataforma liberal na economia, Bolsonaro tem a missão de cumprir as promessas que fez ao mercado financeiro. Ficará, no entanto, sob escrutínio da indústria, que teme uma abertura unilateral da economia, nos moldes do que foi feito pelo ex-presidente Fernando Collor. (Valor)

A Miriam Leitão, o vice eleito Hamilton Mourão afirmou que uma das primeiras ações da equipe é estabelecer contatos internacionais. As prioridades são EUA, União Europeia e China. (Globo)

Paulo Celso Pereira: “Em seu primeiro dia como presidente eleito, Bolsonaro finalmente emitiu sinais claros sobre qual personagem encarnará no Palácio do Planalto. Na economia, aparentemente a política será, de fato, liberal. A diplomacia tende a se alinhar aos Estados Unidos e, como os republicanos de lá, a política pró-armas deve se tornar prioritária. Só que, apesar dos acenos à oposição, o presidente eleito deixou explícito que o fim da campanha não sepultou traços de autoritarismo. Ao prometer cortar verbas da imprensa crítica, o que o PT só fez após a eleição de 2014, o presidente eleito mostrou desconhecer que o dinheiro público é dos governados, não dos governantes.” (Globo)

Por: Meio