04 setembro 2018

Lula segura as rédeas e não libera Haddad para corrida



Fernando Haddad não é candidato, ainda. A decisão de segurar a virada da chapa petista é do ex-presidente Lula, que deseja insistir nos recursos. Segundo Cristiana Lôbo, a aposta do PT é de que, ao questionar a decisão do TSE no Supremo, o sorteio leve o processo ao ministro Ricardo Lewandowski. Ele é o único que poderia tomar uma decisão monocrática de suspender a decisão do TSE. As chances não são pequenas. Por terem participado do julgamento na corte eleitoral, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin não participam do sorteio. Assim como não participa a presidente do STF, Cármen Lúcia.

A pressão no STF contra Lewandowski, para que não faça algo assim sozinho, é imensa. Ele poderia autorizar a candidatura do ex-presidente por liminar e levar ao plenário, para voto definitivo.

Uma liminar é perigosa para o PT. Afinal, o dia 11, terça-feira, é o prazo limite para substituição de candidatura. Se o partido decide insistir no jogo, depois disso, periga ficar sem qualquer candidato. Segundo Catia Seabra, Lula já cogita liberar Haddad para que concorra, a partir de terça, mesmo que tenha uma liminar favorável. (Folha)

Enquanto isso... Piora a cada dia o clima entre Gleisi Hoffmann e Haddad. Segundo Lauro Jardim, a presidente do PT não gosta do ex-prefeito como candidato. (Globo)

E... O TSE mandou suspender publicidade petista que trata Lula como candidato a presidente. A multa será de R$ 500 mil para cada vez que for exibido algo do tipo. O PT acusa a corte de reinstaurar a censura no Brasil.

Por: Meio