21 setembro 2018

Comarca de São Desidério inicia digitalização de processos



Com o objetivo de promover uma prestação jurisdicional cada vez mais eficiente, a Comarca de São Desidério iniciou, no último dia 12, a digitalização de processos. A ação é coordenada pela Juíza Titular da 2ª Vara Cível de Luís Eduardo Magalhães, Renata Guimarães da Silva Firma, que atua como Auxiliar na localidade.

“Sou Juíza Auxiliar da Comarca de São Desidério e, quando cheguei lá, deparei-me com um grande acervo de processos físicos. Assim sendo, tivemos a ideia de proceder à digitalização dos processos, eis que tal prática otimiza o trabalho da equipe”, esclarece a Magistrada.

A unidade está em fase inicial de saneamento dos processos e treinamento da equipe local, atividades desenvolvidas sob a supervisão do Escrivão Luís França Guedes. O acervo físico, relativo à matéria cível, corresponde a 3.242 processos. Até o momento, foram digitalizadas 15 peças. O prazo estimado para a conclusão dos trabalhos é 31 de janeiro de 2019.

“A importância desta ação é garantir maior celeridade no andamento dos processos, contribuir com o meio ambiente e especialmente facilitar o trabalho dos servidores da Comarca, bem como propiciar um maior e melhor acesso aos advogados, principalmente àqueles que residem fora da Comarca”, enfatiza a Juíza Renata Firme.

Fonte: Ascom TJBA