São Desidério Fest 2018

31 agosto 2018

Começa hoje a propaganda eleitoral; Lula na TV ainda é incógnita



Começa hoje, e vai por 35 dias até 4 de outubro, a propaganda eleitoral gratuita. Será exibida na TV de segunda a sábado, em dois blocos, às 13h e às 20h30. No rádio, às 7h e 12h. Nas terças, quintas e sábados, o horário é dedicado a candidatos a presidente e deputado federal. Governadores, senadores e deputados estaduais entram nos outros dias. Dentre os candidatos na linha de frente, Geraldo Alckmin terá 5 minutos e 32 segundos por bloco e, o PT de Lula ou Haddad, 2min23s. Henrique Meirelles tem 1min55s; Ciro Gomes, 38s; Marina Silva, 21s; e, Jair Bolsonaro, 8s.

A principal incógnita será esclarecida hoje, na sessão extraordinária do TSE: Lula poderá aparecer pedindo votos em vídeos pré-gravados? A Procuradoria Geral da República pediu que fosse proibido. Ontem, após a sessão, os ministros se reuniram a portas fechadas, na presidência do tribunal, por duas horas. Depois, divulgaram uma pauta. Vão avaliar os registros de Alckmin e Eymael. Segundo apurou Sônia Racy, os advogados petistas receberam com alívio a notícia. Nada impede, porém, que Lula na propaganda, ou mesmo sua elegibilidade, sejam avaliadas hoje. O relator do caso, Luís Roberto Barroso, está aflito e quer dar uma resposta rápida. Sua par no Supremo, Rosa Weber, discorda. E ela é a presidente do TSE, portanto define a pauta. Rosa quer respeitar os prazos com rigor. Nos bastidores, os dois, e também Edson Fachin, tentam costurar algum acordo. A maioria dos ministros deve apoiar Barroso se ele quiser levar o tema ao debate. (Estadão)

De Barroso, num comentário. “Jamais falo sobre o que vou fazer. No máximo, explico o que já fiz. Vivo as angústias do Brasil”. (Folha)

Por: Meio