21 maio 2018

Maduro é eleito em pleito questionado



O presidente venezuelano Nicolás Maduro foi reeleito, ontem, com 67,7% dos votos contra seu único adversário, Henri Falcón. É a maior margem de vitória da história eleitoral do país, num pleito que atraiu apenas 46% dos eleitores à urna. Na última eleição, 80% compareceram. Sua gestão é rejeitada por 70% dos venezuelanos, em média. Ao não reconhecer o resultado, Falcón apontou, entre as irregularidades, os ‘pontos vermelhos’. São núcleos do partido do governo, colados nas sessões eleitorais, onde após digitarem seus votos os eleitores documentam a presença para ter carimbado o ‘carnê da pátria’. É graças a esta marca que bônus e serviços lhes são garantidos. Argentina, Chile e União Europeia não reconheceram a eleição. Os EUA sinalizaram que tampouco vão fazê-lo. O presidente terá um mandato de seis anos.

Por: Meio