19 maio 2018

Homem é condenado a 15 anos de prisão por crime de feminicídio



O Tribunal do Júri da Comarca de João Dourado condenou Andrade Brotas da Silva a 15 anos de prisão em regime fechado por matar com tiros de armas de fogo a companheira Rosânia Gomes da Silva. Segundo a argumentação do Ministério Público estadual, acatada pela maioria do Júri, Andrade Brotas cometeu crime de feminicídio, sem dar chances de defesa à vítima. A denúncia foi sustentada pela promotora de Justiça Nayara Barreto e a sentença proferida pela juíza Catucha Gidi. O julgamento foi realizado no último dia 15.

O crime aconteceu no dia 18 de abril de 2016 no município de América Dourado, região de Irecê. Conforme a sentença, Andrade Brotas da Silva disparou dois tiros de arma de fogo na cabeça da companheira, após ela recusar um convite para que eles fizessem uma viagem juntos. O condenado teria fugido logo após efetuar os disparos.

Tentativa

Geraldo Antônio de Sousa, 61, foi condenado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Vitória da Conquista a quatro anos e quatro meses de prisão por tentar matar a companheira. Segundo a denúncia do MP, ele golpeou com um porrete a cabeça de Normélia Viana Santos Souza que mesmo machucada conseguiu reagir ao ataque com a ajuda do filho.

A vítima teria pedido a Geraldo Sousa que ele não saísse para beber e foi atacada a porretadas quando questionou sobre o estado de embriaguez do companheiro, assim que ele voltou para casa. O crime ocorreu em Vitória da Conquista no dia 24 de agosto de 2017. A denúncia do MP foi sustentada pelo promotor de Justiça José Junseira de Oliveira e a sentença proferida pelo juiz Reno Vieira Soares. O julgamento ocorreu no último dia 1

Fonte: Cecom/MP