Bahia Farm Show

16 abril 2018

Agricultores do oeste baianos poderão doar parte do Imposto de Renda para projetos sociais da região



Uma das principais atividades econômicas oeste da Bahia, o agronegócio é responsável por movimentar bilhões de reais todos os anos na região. Com isso, é grande a quantidade de impostos que o governo recolhe deste segmento. Dinheiro que pode ser reinvestido para mudar a realidade de quem precisa. No entanto, não é possível se ter a garantia de que estes valores são aplicados de volta na região.

Pensando em reverter esse quadro e assegurar que parte do imposto recolhido fique na cidade que o gerou, o Instituto Aiba (Iaiba) – referência em responsabilidade social – acaba de implantar um projeto de redirecionamento do imposto de renda do produtor rural, com o intuito de financiar projetos sociais, através da doação para o Fundo da Infância e Adolescência (FIA).

Os agricultores já poderão fazer a doação a partir deste ano. Para tanto, é preciso que a categoria, ao fazer a declaração do Imposto de Renda, destine um percentual (6% para pessoa física e 1% para pessoa jurídica). Para aderir ao projeto, o produtor rural deverá entrar em contato com a contabilidade de sua empresa e autorizar o repasse. É bom ficar atento ao prazo de entrega da declaração, que se encerra no dia 30 de abril. A princípio, a proposta será iniciada em Barreiras, mas a intenção é ampliar para outros municípios nos próximos anos.

De acordo com o presidente do Iaiba, Celestino Zanella, os recursos serão aplicados em programas de atendimento a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social ou vítimas de violência. “O que nós pretendemos é utilizar esse recurso para promover ações que visem a erradicação do trabalho infantil e a profissionalização dos adolescentes”, ressaltou.

O trabalho será realizado através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do qual o Iaiba e o Fundesis fazem parte. Além deles, o Conselho integra, ainda, membros da sociedade civil e do Poder Executivo Municipal que tenham cargos de direção em instituições voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes.

A fim de garantir um bom número de doador, o presidente do Iaiba e também da Aiba, Celestino Zanella,fez um chamado a todos os produtores cadastrados na Associação. “Acredito que alcançaremos bons resultados juntos ao CMDCA, pois o Instituto Aiba abraçará esse novo desafio social. Buscamos alcançar resultados duradouros e de relevante impacto regional, tornando o agronegócio ainda mais forte, não somente pelo volume de produção, mas pela sua visão de responsabilidade social que envolve o meio ambiente, a economia e o social”, avaliou.

A Secretária de Assistência Social e Trabalho, Karlúcia Macêdo, destaca a importância da parceria com o Instituto Aiba e Fundesis em ações que promovam o desenvolvimento físico, social e cognitivo das crianças e adolescentes, bem como a melhoria da qualidade de vidas dos menores em situação vulnerabilidade no município de Barreiras: “Tê-los como membro do CMDCA já é uma grande conquista. Em um município com uma parcela significativa da arrecadação do Imposto de Renda vinda do agronegócio, é essencial a sensibilização destes produtores para fazer a opção pelo Fundo Municipal. O Investimento em projetos que atendam crianças e adolescentes minimiza o efeito danoso da extrema pobreza e da desestruturação familiar”, defende.

Fonte: Ascom Aiba