Anuncie

Anuncie

Barroso tira corruptos do indulto de Natal



Logo que soltou o indulto natalino do ano passado, o presidente Temer o viu suspenso pela presidente do STF, Cármen Lúcia. É um perdão anual a presos, oferecido pelo Planalto. E, em meio à Lava Jato, Temer foi bastante generoso. Ontem, o ministro Luís Roberto Barroso liberou o indulto para que condenados possam pedir liberdade. Modificou, porém, alguns aspectos. Condenados por corrupção, peculato, tráfico de influência e outros crimes relacionados foram excluídos da benesse. Os presos condenados por crimes sem violência a até oito anos, que já tenham cumprido um terço da pena, são potenciais candidatos ao perdão.

Fonte: Meio

Tecnologia do Blogger.