03 janeiro 2018

PRF na Bahia registra redução de 53% no número de óbitos nas rodovias federais



Desde o início de dezembro a PRF está envolvida em um grande esforço para redução dos índices de letalidade nas rodovias federais. Desta forma, a fiscalização foi intensificada nos trechos mais críticos da Bahia e pelas características das festas de réveillon, as ações integradas intensificaram as fiscalizações de combate à embriaguez, onde 2.635 motoristas foram submetidos aos testes de etilômetro e 59 foram flagrados dirigindo após consumir bebida alcoólica. Comparando-se o período de quinta a segunda-feira de 2016, com os mesmos dias de 2017, houve um aumento de 103%, tendo em vista que no ano anterior foram 29 autuados quanto à alcoolemia. Neste feriado de Ano Novo, a cada 44 testes de alcoolemia realizados, um condutor foi autuado e/ou preso.

Já com relação às ultrapassagens em locais proibidos, manobras responsáveis pelo maior número de mortes em rodovias, foram registradas 1.039 autuações, um aumento de 47%. Os radares dispostos nas rodovias federais flagraram 2.246 veículos transitando em excesso de velocidade, aumento de 175% com relação a 2016.

No período festivo deste ano houve o registro de 69 acidentes, o que representou uma redução de 10%. Fatores como a imprudência, a inabilidade, a falta de cuidado e o desrespeito às Leis de trânsito pelos condutores, foram determinantes para a ocorrência de 23 acidentes graves, aqueles em que há pelo menos um ferido grave ou uma pessoa morta. Apesar de toda fiscalização, muitas famílias começaram 2018 em luto: 8 pessoas perderam a vida, em 2016 foram 17 mortos, havendo uma redução de 53% e outras 99 ficaram feridas, redução de 13% em relação ao mesmo período de 2016 que registrou 114. Durante o levantamento realizado nos locais dos acidentes, a PRF constatou que em grande parte deles alguma regra de trânsito havia sido desobedecida.

A ultrapassagem indevida, a velocidade excedente e a embriaguez ao volante são as grandes vilãs nas rodovias federais. Somadas, essas condutas são responsáveis por mais de um terço das mortes que ocorrem nas BRs. Por essa razão, as ações da Operação Rodovida priorizam a fiscalização dessas infrações e daquelas relacionadas ao uso de motocicletas.

Buscando incentivar a mudança de atitude dos condutores, além da fiscalização, ações de educação para o trânsito acontecem ao longo das rodovias, alertando os motoristas sobre as graves consequências que uma atitude incorreta pode provocar. Neste feriado 1.283 pessoas foram sensibilizadas com trabalhos educativos.

A Operação Integrada Rodovida envolve a União, Estados e Municípios no enfrentamento à violência no trânsito durante as comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e Carnaval, quando milhões de brasileiros pegam a estrada. Esse recorte de Ano Novo representa um balanço parcial da Operação, que terá seu resultado final apresentado após o Carnaval.

Fonte: PRF BA