Anuncie

Anuncie

Defesa de Lula parte para cima de Moro



A defesa do ex-presidente Lula já tem discurso perante o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que no dia 24 iniciará seu julgamento em segunda instância. Segundo os advogados, ao admitir que o tríplex reformado não tem vínculo com contratos da Petrobras, Sérgio Moro teria deixado de ser o juiz natural do caso. O detalhe técnico, esperam, anularia o primeiro julgamento. (Folha)

Mesmo se condenado no dia 24, Lula não será preso ou proibido de disputar eleições. Ainda cabem recursos ao próprio TRF de Porto Alegre. A Zero Hora tem perguntas e respostas.

Vinicius Torres Freire: “Seja como for, as conversas de candidaturas a presidente ainda serão irrisórias antes do julgamento de Lula, no dia 24. De corpo presente ou ausente, o líder petista define a geometria da eleição.” (Folha)

Fonte: Meio

Tecnologia do Blogger.