07 dezembro 2017

R$ 500 milhões aos sindicatos, em troca da Previdência



O Planalto acena com uma portaria, a ser assinada na semana que vem, que liberaria o pagamento de R$ 500 milhões em verbas que estavam retidas para as Centrais Sindicais. Em troca, espera que os sindicalistas reduzam a pressão e deixem que transcorra com tranquilidade o voto da reforma da Previdência. (Folha)

Como previsto, o PMDB decidiu fechar questão e tentará obrigar seus 60 deputados a votar a favor da reforma. O PTB, idem. O PPS segue no mesmo caminho. E, o PSDB, refugou. Os parlamentares boicotaram a reunião que definiria o caminho. (Estadão)

Mas... Os secretários estaduais tucanos que são deputados vão se desincompatibilizar para vir a Brasília dar apoio à reforma. Ontem, Temer conseguiu reunir para um jantar no Alvorada 18 ministros, sete presidentes de partidos e dez líderes na Câmara. O Executivo está trabalhando a pleno vapor para conseguir a vitória no Congresso. E este tipo de negociação é a especialidade deste governo. (Globo)

Por: Meio