14 novembro 2017

PF vai atrás da Assembleia do Rio



A Polícia Federal saiu às ruas do Rio, agora de manhã, na maior operação desde aquela em que o ex-governador Sérgio Cabral foi preso. Um dos mandados de prisão é para Felipe Picciani, filho do presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani. Assessores também serão presos. Mandados de busca e apreensão envolvem, além do gabinete do presidente, também os dos deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi. Os procuradores querem pedir a prisão dos três parlamentares: sustentam que há flagrante porque são acusados de crime continuado de lavagem de dinheiro, posto que seu esquema não cessou. A acusação envolve a caixinha de propina ligada ao setor de transportes. Serão presos também os empresários ligados a ônibus Lélis Teixeira, José Carlos Lavouras e Jacob Barata Filho — todos soltos por liminar de Gilmar Mendes, há uns meses. (Globo)

Por: Meio