Anuncie

Anuncie

Nuzman, o homem dos 16 quilos de ouro



Carlos Arthur Nuzman, há 22 anos presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, foi preso ontem pela manhã porque ocultava patrimônio. Depois do cumprimento de um mandado de busca em sua casa, no mês passado, o dirigente retificou sua declaração de Imposto de Renda para incluir bens como 16 barras de um quilo de ouro cada, provavelmente guardadas em um banco suíço. Mesmo com a retificação, que não menciona a origem, nada justifica Nuzman ter ampliado seu patrimônio em 457% nos últimos dez anos. Foi preso também Leonardo Gryner, seu braço direito.

Emails descobertos pela Polícia Federal na casa de Nuzman durante a busca realizada em setembro mostram cobranças de depósitos atrasados. Segundo o Ministério Público Federal, são indícios da compra em bloco dos votos de dirigentes africanos para a escolha do Rio como sede dos Jogos de 2016.

O Comitê Olímpico Internacional ameaça suspender Nuzman. O Conselho de Ética, que funciona de forma independente, é presidido pelo ex-secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon.

Fonte: Meio

Tecnologia do Blogger.