05 janeiro 2016

Líderes de classe ampliam diálogo com gestão escolar e contribuem para melhorar a educação



O Ano Letivo de 2016 contará com uma maior participação dos lideres de classe na gestão democrática e participativa das escolas. Estimulados, por meio de oficinas e encontros regionais a serem promovidos pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, os estudantes eleitos líderes e vice-líderes de classe nas escolas da rede estadual, poderão contribuir mais efetivamente com a gestão, ampliando o diálogo com os dirigentes ou com os colegas e propondo sugestões pela melhoria da escola. 

Estudante do Colégio Estadual Professor Rômulo Almeida, no Imbuí, na capital baiana, Adson Vieira fala do entusiasmo em participar das ações pela melhoria da qualidade da educação na escola onde ele estuda. “Eu acredito que o aluno é tão responsável pela melhoria da educação, quanto os diretores, professores, funcionários e pais de alunos. E quando estamos à frente, os próprios colegas se sentem mais seguros para participarem das mudanças que desejamos para os nossos colégios. Daí a importância dos líderes escolares”.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Elieser Silva, diz que as expectativas, para 2016, são as melhores no que se refere à participação estudantil neste movimento pela melhoria da qualidade da educação. “Fomos surpreendidos com a representatividade estudantil em 2015, o que fortalece o protagonismo juvenil. Para 2016, vamos estruturar ainda mais o sistema para que os estudantes possam executar os planos de ação que elaboraram em benefício da escola”, afirma.

Encontro de líderes – A primeira eleição geral da rede estadual para líderes de classe, realizada em maio de 2015, e que promoveu a escolha de 33 mil líderes e vice-líderes de 1.369 colégios, é um dos resultados do programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação. Uma das atividades promovidas com os estudantes foi o 1º Encontro Estadual de Líderes de Classe da Rede Estadual, que contou com a participação de cerca de 800 líderes de classe da capital e do interior. O evento, que integrou o 4º Encontro Estudantil da Rede Estadual, na Arena Fonte Nova, em Salvador, teve temas pertinentes à juventude estudantil, como: tecnologia na escola, maioridade penal, projetos de vida e currículo escolar.


Fonte: ASCOM da Secretaria da Educação do Estado da Bahia