10 setembro 2015

IFBA - CAMPUS BARREIRAS É O PRIMEIRO CAMPUS DO INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA A OFERECER O CURSO SUPERIOR DE ARQUITETURA E URBANISMO.




O curso de Arquitetura e Urbanismo do IFBA Câmpus de Barreiras busca desenvolver um profissional histórico-crítico capaz de organizar e dirigir o conjunto de atividades relativas à Arquitetura e ao Urbanismo, incluindo: capacidade de elaboração de projetos, com soluções técnicas economicamente viáveis e culturalmente responsáveis; capacidade de absorver novas tecnologias e de visualizar, com criatividade, novas aplicações; capacidade de análise de problemas e síntese de soluções; desenvolvimento de liderança e de trabalho em equipes multidisciplinares; consciência da necessidade de contínua atualização profissional; capacidade de resolver problemas concretos, modelando situações reais, levando em conta os aspectos humanísticos, sociais, éticos e ambientais.

Para tanto, esse perfil contempla conhecimentos multidisciplinares e vivências das pesquisas e rotinas ligadas à Arquitetura e ao Urbanismo, e de suas realidades locais e regionais. O profissional formado deve ser capaz de pesquisar, planejar, coordenar, controlar e avaliar as funções inerentes à sua área de atuação profissional, logo, busca-se desenvolver e estimular a capacidade de atuação nas seguintes áreas:

- obra civil, integrando a concepção e a execução do projeto, a partir do conhecimento dos processos, materiais e técnicas construtivas e gerenciais relacionadas à construção de novas obras, ao apoio técnico à autoprodução arquitetônica, às reformas em ambientes existentes e à intervenção em edificações de interesse histórico, artístico e cultural;

- planejamento urbano e regional, destacando-se uma sólida instrumentação e sensibilização crítica para a participação em equipes multidisciplinares voltadas à elaboração de políticas públicas e diretrizes urbanas para o desenvolvimento de pequenas e médias cidades, considerando-se a identificação e a preservação da paisagem cultural e natural, assim como o incentivo ao envolvimento das comunidades locais no processo de gestão urbana;

- preservação e intervenção no patrimônio construído por meio de uma consistente formação teórica, crítica, técnica, e prática, permitindo tanto a intervenção efêmera ou permanente quanto a participação nas instâncias de tomada de decisão acerca do patrimônio histórico, artístico e cultural.

Fonte: IFBA Câmpus de Barreiras