Bahia Farm Show

01 setembro 2014

Secretário dá esclarecimentos sobre implantação do SIM em São Desidério


O Secretário Municipal da Agricultura, José Marques Batista de Castro, atendendo à solicitação dos vereadores, fez uso da Tribuna do Plenário Celso Barbosa, na Sessão Ordinária desta quarta-feira (27), para prestar esclarecimentos sobre a implantação do Sistema de Inspeção Municipal em São Desidério. Durante cerca de 20 minutos, o secretário falou sobres as etapas do cronograma de implementação do SIM, as dificuldades encontradas nas realizações das ações e sobre a expectativa de comprimento das metas.

José de Castro explicou que a implantação do sistema iniciou com a realização de uma audiência pública no dia 13 de setembro de 2013. Posteriormente, contratou-se uma empresa de consultoria para auxiliar no trâmite da instalação, inclusive na elaboração do Projeto de Lei que cria o SIM. Segundo o secretário, a norma está pronta e sendo analisada pelo setor jurídico da Prefeitura e em seguida será encaminhada à Câmara para deliberação. Ainda de acordo com o gestor, em junho deste ano começou o treinamento da equipe responsável pela fiscalização, que deve ser concluído em dezembro deste ano.

Argumentado pelo vereador Joacy Carvalho sobre o tempo necessário para o início do funcionamento do serviço, o secretário informou que até o fim do ano todas as etapas de implementação do SIM estarão concluídas e em 2015 o sistema já estará devidamente instalado na cidade. “E os produtores podem ficar tranquilos porque a proposta inicial do SIM é orientá-los quanto à manipulação correta nas etapas de produção de alimentos de origem animal e vegetal para garantir que a população consuma alimentos com segurança alimentar. O sistema não tem, em um primeiro momento, um caráter punitivo” explicou José de Castro.

Após as explicações, os vereadores parabenizaram o secretário por sua atuação na Secretaria da Agricultura e falaram sobre a importância da instalação do Sistema de Inspeção Municipal, tanto para a população quanto para os produtores que, assim que tiverem seus produtos credenciados, poderão fornecer para a prefeitura os alimentes constantes na merenda escolar.

Fonte: Ascom/CMSD